Archive for the 'Atividade p\ o mês de agosto' Category

Teatro: a lenda da Iara

Teatro: a lenda da Iara

Os índios brasileiros acham que a Iara existe mesmo! Ela é metade moça muito bonita e metade peixe, que vive nos rios da Amazônia. Ao entardecer, com seu lindo canto mágico, ela atrai pessoas para o fundo das águas. Por isso, nessa hora do dia, os índios evitam ficar perto dos lagos e rios.
Faça sua fantasia de Iara ou de um índio e invente cenas de teatro com ela!

Fantasia de Iara:
1. Faça o rabo de peixe com saquinhos plásticos de supermercado, prendendo dois a dois com barbante, como na ilustração. Você pode usar retalhos de pano para fazer o final do rabo.
2. O colar você faz com tampinhas plásticas coloridas, amarradas com barbante.
3. Enfeite seus cabelos com flores de papel.

Fantasia de índio:
1. Faça a tanga com sacos plásticos de supermercado ou retalhos de pano e amarre com barbante.
2. O colar pode ser feito com tampinhas plásticas amarradas com barbante.
3. Faça penas com restos de papel colorido para formar o cocar.

fantche de meia Iara

Cara a cara com o personagem

O teatro de fantoches pode ser o ponto de partida para incentivar a turma.

Sugerimos uma conversa com a Iara. O professor pode, de forma lúdica, apresentar o fantoche às crianças e além de contar a sua história (lenda) deixar que os pequenos conversem com ela, perguntando o que quiserem.

Para as crianças maiores pode-se oferecer materiais diversos e deixar que elas próprias construam seu personagem. Um teatro com personagens variados interagindo pode ser bastante interessante.

O fantoche da foto foi construído com meia, papéis coloridos, linhas e paetês.

Lenda da Iara

Também conhecida como a “mãe das águas”, Iara é uma personagem do folclore brasileiro . De acordo com a lenda, de origem indígena, Iara é uma sereia (corpo de mulher da cintura para cima e de peixe da cintura para baixo).

A lenda conta que a linda sereia fica nos rios do norte do país, onde costuma viver. Nas pedras das encostas, costuma atrair os homens com seu belo e irresistível canto. As vítimas costumam seguir Iara até o fundo dos rios, local de onde nunca mais voltam. Os poucos que conseguem voltar acabam ficando loucos em função dos encantamentos da sereia. Neste caso, conta a lenda, somente um ritual realizado por um pajé (chefe religioso indígena, curandeiro) pode livrar o homem do feitiço.

Origem da personagem

Contam os índios da região amazônica que Iara era uma excelente índia guerreira. Os irmãos tinham ciúmes dela, pois o pai a elogiava muito. Certo dia, os irmãos resolveram matar Iara. Porém, ela ouviu o plano e resolveu matar os irmãos, como forma de defesa. Após ter feito isso, Iara fugiu para as matas. Porém, o pai a perseguiu e conseguiu capturá-la. Como punição, Iara foi jogada no rio Solimões (região amazônica). Os peixes que ali estavam a salvaram e, como era noite de lua cheia, ela foi transformada numa linda sereia.

Curiosidade: A palavra Iara é de origem indígena. Yara significa “aquela que mora na água”.

bumba-meu-boi de sucata

BOI DE SUCATA

Material Necessário:

•  Cola Branca

•  Rolo de papel higiênico

•  Copinho de Danoninho

•  Fitas coloridas

•  Papeis coloridos (cartão preto e maleável da cor de preferência )

•  Pincel

•  Lantejoulas e paetês

•  Olhinhos

•  Palitos de sorvete

•  Tesoura

Observe as figuras para montar o boi:

•  Pegue os palitos de sorvete e quebre no meio. Em seguida cole os palitos no rolo de papel higiênico para formar as patas do boi.

•  Recorte o pote de Danoninho para obter o formato da cabeça do boi. Note que a parte debaixo é arredondada.

•  Cole lantejoulas escuras para criar o focinho do boi.

•  Cole os olhos nas laterais da cabeça.

•  Desenhe chifres em papel cartão preto e cole-os atras das orelhas do boi.

•  Recorte um pedaço de papel colorido (maleável) no tamanho de 15 cm x 10 cm para criar a capa do boi.

•  Decore a capa com lantejoulas, paetês e fitas.

Depois de prontos os bois é só brincar, cantar e dançar com as crianças!

Sugestões de Músicas:

•  Boi Barroso – Elis Regina

•  Vermelho (Chico da Silva) – Fafá de Belém

•  Tic Tic Tac – Carrapicho

•  Boi Bumbá (Waldemar Henrique) – José Tobias

•  Boi do Amazonas (recolhido por Walter Santos) – Papete

•  Bumba Meu Queixada – Teatro União e Olho Vivo

•  Entrada do Boi Misterioso – Quinteto Violado e Zélia Barbosa

•  Gado Bom Quem Tem Sou Eu (toada de vaquejada) – Otacílio Batista

•  Boi de Mamão (entrada de boi, Bermúncia e Maricota) – Boi de Mamão de Itacorobi (SC)

•  A Burrinha – Quinteto Violado

“O folclore é universal e tradicional em seus temas e motivos, que devem ser considerados invariantes. É regional e atualizado na ocorrência das variantes, que são o resultado da criatividade do portador do folclore e de sua comunidade.”

PRESENTE P\ O PAPAI FEITO DE ROLINHOS DE PAPEL HIGIENICO

GINCANA P\ SUA ESCOLA

  • ESCODER PRESENTES  DEIXANDO PISTA P\ OS PAI PROCURAREM JUNTO C\ SEUS FILHOS;
  • CONVIDAR OS PAIS P\ DESFILAREM C\ SEUS FILHOS P\ QUE TODOS OS APLALDÃO;
  • AMARRAR UMA BEXIGA NO PÉ DE CAD PAI BOTAR UMA MUSICA DANÇANTE E PEDIR P´\ QUE OS PAIS ESTOUREM AS BEXIGAS DAS OUTRAS EQUIPES GANHA O PAI QUE CONSEGUIR FICAR C\ A SUA BEXIGA ,

ALGUMAS SUGESTÕES DE GINCANAS P\ O DIA DOS PAIS

  • C\ AS CRIANÇAS CADA PAI DEVE CONFECCIONAR UM BRINQUEDO DE SUCATA;
  • ORGANIZAR UMA SESSÃO GINASTICA;
  • PEDIR P\ ALGUM PAI CONTAR UMA HISTÓRIA
  • PEDIR P\ PAIS QUE SOUBER TOCAR ALGUM INS TRUMENTO QUE TOQUE-O;
  • PEDIR P\ AS CRIANÇAS ENCONTRAR O PAI MAIS NOVO E O MAIS VELHO;
  • ORGANIZAR UMA PARTIDA DE FUTBOL C\ OS PAIS;
  • PINTAR UMA CAMISETA P\ OS PAIS



Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.